browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Cães de grande porte podem sofrer com displasia coxofemoral

Posted by on 13 de maio de 2015

Golden Displasia

A displasia coxofemoral é uma doença ortopédica hereditária que pode acometer cães e, de forma mais rara, gatos. A doença pode acontecer em cães de qualquer raça, sendo mais comum em animais de porte médio a grande como Labradores, Rottweillers e Filas. Alguns têm maior predisposição a desenvolver a doença, mas existem outros fatores como a obesidade, excesso de atividade física e o tipo de piso da casa onde o animal vive que podem influenciar na manifestação da displasia.

A doença é caracterizada pela má formação da articulação coxofemoral. O desenvolvimento da massa muscular não acompanha o dos ossos. Logo nos primeiros meses de vida do pet é possível identificar o problema. O bicho sente dores, começa a mancar e tem dificuldade para andar. A articulação fica muito sobrecarregada e consequentemente instável.

Exames simples de raio-x conseguem identificar o problema e logo ser iniciado o tratamento proporcionando uma melhor qualidade de vida para o animal de estimação.

Comentários estão fechados.